Google Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) está de plantão no Parque Arthur Filho, onde será realizada, entre os dias 10 e 13, a 9ª Grande Vaquejada do Pilar.

Até a próxima segunda-feira (14), fiscais da Agência se revezam, das 6h às 22h, para garantir que todos os animais participantes da vaquejada estejam com os documentos sanitários necessários. “Os equinos devem ter atestados negativos para anemia e mormo, além da GTA (Guia de Trânsito Animal), que é também cobrada para bovinos”, explica o gerente regional da Adeal, Jackson Palmeira.

Cerca de 800 bovinos e 600 equinos devem participar do evento, que reúne animais de diversas regiões do país. Considerada uma das maiores vaquejadas de Alagoas, a Grande Vaquejada do Pilar vai premiar os melhores vaqueiros do circuito, além de contar com um leilão de cavalos.

Para promover qualquer evento que tenha aglomeração de animais, como cavalgada, vaquejadas, bolões, entre outros, os organizadores têm que dar entrada na Adeal, com antecedência de 30 dias, ao pedido de liberação do local do evento. Um dos principais itens exigidos para a liberação é que haja uma estrutura adequada para receber os animais, como o fornecimento de água.

A punição para quem descumprir as normas varia de multas a interdição dos eventos e parques onde são realizados.