Hospital do Sertão passará por reparos para entrar em operação

  • Redação
  • 09/12/2009 08:39
  • Interior
Assessoria

O secretário da Saúde, Herbert Motta, garantiu que o governo do Estado, em parceria com a prefeitura de Santana do Ipanema, vai inaugurar o Hospital Clodolfo Rodrigues, localizado naquele município, em 2010. Para isso, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) já concluiu o processo licitatório para aquisição de equipamentos no valor de R$ 8 milhões.

 

A equipe de engenharia da Sesau vai elaborar um projeto básico destinado aos reparos emergenciais para ser executado pela prefeitura, que terá disponível R$ 150 mil do tesouro estadual. Para acelerar o processo, a prefeitura deverá contratar uma empresa por meio de carta-convite, modalidade simplificada de licitação.

 

Durante visita à unidade hospitalar na segunda-feira (7), Motta - acompanhado da prefeita de Santana do Ipanema, Renilde Bulhões, e de técnicos do Estado e do município - verificou a necessidade de reparos nas estruturas hidráulica e elétrica, troca de portas, lavagem do prédio e montagem de equipamentos.

 

“O governo está empenhado em colocar esse hospital para funcionar no próximo ano e não tem medido esforços nessa empreitada. Elaboramos um cronograma de atividades e estamos acompanhando de perto o avanço das etapas, por isso estou vindo mensalmente visitar o hospital para entregá-lo o quanto antes ao povo sertanejo”, informou.

 

Ele acrescentou que com a inauguração do hospital Clodolfo Rodrigues e ampliação da Unidade de Emergência Daniel Houly, em Arapiraca, o Estado triplicará o número de leitos de urgência e emergência. Para definir quais áreas serão utilizadas de imediato e a quantidade de leitos, uma comissão formada por técnicos estaduais e municipais se reunirá, nesta quarta-feira (9), na própria unidade.

 

“Os serviços de saúde em Alagoas estão agregando mais resolutividade. A descentralização do Samu e implementação dos programas estruturantes (Provida, Promater, Prosaúde e Prohosp) são exemplos do empenho do governo em trabalhar em parceria com os municípios e rede complementar de saúde para assegurar a assistência pelo SUS”, disse Motta.

 

Para a prefeita Renilde Bulhões, o suporte do Estado é fundamental para a concretização desse antigo sonho dos sertanejos. “O que queremos é ver esse hospital aberto e disponível para nossa população. Com o esforço concentrado dos três entes – União, por meio do Ministério da Saúde, Estado e prefeitura – tenho certeza que em 2010 estaremos aqui para inaugurar esse bem do povo sertanejo”, disse confiante.

 

Na primeira etapa da inauguração estão previstos para funcionar a urgência e emergência e os centros cirúrgico, clínico e obstétrico. Quando o hospital estiver funcionando com sua capacidade total, também haverá serviços de diagnóstico, consultas especializadas e hemodiálise.