O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), que atua em Alagoas desde o ano de 2003, realiza no próximo dia 17 a formatura de mais uma turma de alunos do curso de Prevenção às Drogas e à Violência. A festa de formatura acontecerá às 9h no Ginásio do Sesi.

São 5.843 alunos que estarão aptos a multiplicar os ensinamentos com os outros colegas da mesma escola ou bairro. Eles são educandos das Escolas Estaduais Maria Rita Lira de Almeida, Capitão Álvaro Vitor, Professor Anísio Teixeira, Rotary, Professor Francisco Alves da Mata, Tomaz Espíndola, Ladislau Neto, José de Oliveira e Silva, Tavares Bastos, Eduardo Emiliano da Fonseca, Sebastião da Hora, D. Pedro II, José Vitorino da Rocha, Jardim Infantil Maria Rosália Ambrozzio e Nenoí Pinto.

Também há estudantes das escolas municipais Pedro Suruagy e Luiz Pedro, além da Fundação Bradesco, Colégio Dinâmico e Escola José Gonzaga, pertencentes à rede privada de ensino.

De acordo com a coordenadora do Proerd em Alagoas, major Valdenize Ferreira Lima, serão formados 5.843 alunos. “Este curso tem duração de quatro até seis meses. Ministramos informações sobre valores humanos, cidadania e drogas no contexto da realidade do seu habitat e elevação da autoestima”.

Proerd — O principal objetivo desse programa é evitar que a droga entre na vida do aluno, da família dele e da própria sociedade. São transmitidos conhecimentos para ajudar no combate às drogas.

A major reafirma que todo conteúdo é ministrado de forma lúdica. “Ensinamos como dizer não às drogas de maneira prática e sem que as crianças se envolvam ou entrem em atrito com pessoas que possam vir a oferecer drogas a elas”, informa.

O secretário de Estado da Educação e do Esporte, Rogério Teófilo, destaca que a presença do policial cidadão é indispensável na vida das escolas, uma vez que inibe a ação dos traficantes, que se aproveitam fragilidade das crianças e adolescentes para seduzi-los às drogas. “Sem o trabalho do Proerd seria quase impossível combater esse mal e, ao mesmo tempo, atuarmos na prevenção e conscientização dos alunos e da comunidade escolar sobre o perigo que as drogas representam na vida do cidadão”, enfatiza o secretário.

A major Valdenize informa ainda que o Proerd é desenvolvido em 64 países. “Em Alagoas já formamos mais de 15 mil alunos. Atualmente, atuamos em Maceió, Penedo e Boca da Mata. Em breve, estaremos também em Arapiraca e Marechal Deodoro. O nosso objetivo é atingir as 102 cidades do Estado”, garante.