Com o objetivo implementar uma Rede de Comunicadores em Defesa da Paz e da Saúde de Alagoas, será realizado o Encontro de Comunicadores para Promoção da Saúde e Cultura da Paz. O evento, promovido pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), vai acontecer quinta-feira (10), no auditório do Maceió Mar Hotel a partir das 8h30.

 

“Os comunicadores que atuam em rádios locais estão sempre presentes na vida das comunidades, pois há sempre um rádio ligado em casa para se informar, mostrando que esses profissionais exercem grande influência junto à sociedade e, por isso, podem contribuir com a saúde pública, informando sobre cuidados necessários para evitar doenças, estimulando a cidadania e tratando do tema sobre violência sem espetacularização”, afirmou a Diretoria de Promoção da Saúde, Fátima Melo.

 

Na oportunidade, será lançado um kit destinado aos radialistas com CD e Cartilha, com um programa radiofônico produzido durante a III Oficina de Promoção da Saúde e Cidadania, realizada também em Maceió. O material é composto de informações sobre temas relevantes, a exemplo da mortalidade infantil, dos impactos da violência no SUS e como o tema pode ser abordado de forma construtiva pelos veículos de comunicação.

 

Ainda durante o encontro serão proferidas palestras sobre o risco epidemiológico de surto de dengue; a importância das rádios comunitárias na promoção da saúde; e aspectos sociais e culturais motivadores da violência em Alagoas. Também será realizada uma apresentação sobre o Programa Educacional de Resistência as Drogas e a Violência, pela Major Valdenize Lima da Polícia Militar.

 

Além disso, o coordenador da Assessoria de Comunicação da Sesau, Júlio Cezar, irá apresentar o Plano de Veiculação dos Programas de Rádios contidos no CD; e a presidente do Sindicato de Jornalistas de Alagoas, Valdice Gomes, irá proferir palestra “Por um Jornalismo de Paz em Alagoas”. O encontro conta com a parceria do Sindicato dos Jornalistas de Alagoas, do MOVPAZ, Secretaria da Paz, Forvida e Secretaria da Mulher de Cidadania e dos Direitos Humanos.