Durante muito tempo as pessoas tem se enganado com “falsas verdades”, falsos amores e ilusões, com o passar do tempo a humanidade adquire e perde valores; a Cia de Teatro da Comunhão repaginou a peça “O Auto Engano”, gerando uma reflexão da realidade de uma forma engraçada.

“O Auto Engano” possui 13 personagens especialistas no humor e comprometidos com Deus. Em Maceió, “O Auto Engano”terá sua 1º apresentação, após 10 anos o texto foi completamente adaptado a realidade Alagoana pelos escritores Marcos Alexandre e Edilberto Mendes.

 

Diretor

O Diretor da peça “O Auto Engano”, Marcos Alexandre, falou um pouco da produção e preparação da peça: “É com grande satisfação que trazemos pela primeira vez essa peça para Maceió após 10 anos, o roteiro foi completamente adaptado à realidade local, há três meses os ensaios vem sendo intensificados e esperamos 400 pessoas que serão impactadas, com muita emoção e reflexão elas darão boas gargalhadas”, garante o Diretor.

Marcos Alexandre falou também sobre a expectativa do publico esperado e sobre o teatro como meio de sensibilização das pessoas, “No passado essa peça tinha uma perspectiva séria, após a repaginada ela tornou-se algo reflexivamente engraçado. Esperamos um público acima de 12 anos e é claro esperamos vocês, nosso elenco está muito bem preparado e só faltam alguns detalhes, está peça será imperdível. O teatro e a música movimentam as igrejas, chamamos isso de Ministério de Comunicação Criativo, as pessoas assimilam melhor a mensagem e compreendem perfeitamente a lição moral”, colocou Marcos.

 

Sinopse da peça:

Com a chegada do Natal, todas as famílias fazem suas ceias, essa não seria diferente, uma família com personagens inusitados que passaram a vida se enganando com dinheiro, fantasias e uma vida ideal. Nesta família os anos passam sem nenhuma novidade onde cada ceia é sempre mais uma, o sentido do Natal foi perdido e os sentimentos esquecidos.

“O Auto Engano” retratará as mentiras que contamos a nós mesmos. Mentimos para nós o tempo todo: adiantamos o despertador para não perder a hora, acreditamos nas juras da pessoa amada, só levamos realmente a sério os argumentos que sustentam nossas crenças.

Temos a nosso próprio respeito uma opinião que quase nunca coincide com a extensão de nossos defeitos e qualidades. Sem esse “auto-engano”, a vida seria excessivamente dolorosa e desprovida de encanto. Abandonados a ele, entretanto, perdemos a dimensão que nos reúne às outras pessoas e possibilita a convivência social. O problema é que as mentiras que nos contamos não trazem seu nome verdadeiro estampado na fronte. É preciso, por isso, analisar os caminhos que nos levam até elas: encontraremos aí a origem de grandes conquistas e alegrias, mas também dos sofrimentos que muitas vezes causamos a nós mesmos e às pessoas que nos cercam.

Humor, emoção, drama e realidade são os ingredientes desta história.

 

Serviços:

Dia: 12/12/2009

Hora: 19h30

Local: Igreja Batista da Comunhão, Stella Maris (Antigo Boliche)

Contato: 9967.4187 | 8847.6321