O corpo do policial civil Geraldo de Moura Sá, 38 anos, morto na Grota do Rafael, no bairro do Jacintinho, será sepultado às 17h, no cemitério Parque das Flores.

 

O agente policial era lotado na Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN), desde março do ano passado. Ele ingressou nos quadros da Polícia Civil em 2002.

 

Geraldo foi morto a tiros de pistola e golpes de faca quando jogava sinuca com amigos e parentes em um estabelecimento comercial, na grota.

 

O delegado Ronilson Medeiros, da DRN, confirmou que o principal suspeito é um traficante conhecido por “Rafinha”, que já esteve preso por tráfico de drogas e outros crimes.

 

Na sexta-feira da semana passada, (dia 04), ele escapou de um cerco policial naquela grota. Na ocasião, policiais do Batalhão de Eventos (BPE) conseguiram apreender uma pistola que o acusado abandonou em um bar, durante a fuga.

 

Agentes da DRN e de diversas delegacias trabalham na tentativa de prender o traficante, que deixou o sistema prisional a menos de dois meses.


O inquérito para investigar o crime será presidido pela delegada Maria de Fátima, do 6º Distrito Policial.