A Secretaria Municipal de Educação (Semed) dispõe de um relatório com a situação de todas as escolas da rede municipal, que serviu de base para a elaboração de um projeto a ser levado ao Ministério da Educação (MEC) pelo secretário Thomaz Beltrão. O objetivo é buscar recursos para melhorar as condições de funcionamento das unidades de ensino.

Dois exemplos são as escolas municipais Dom Miguel Câmara e Maria Nilda, cujos representantes – diretores, alunos, pais e membros da associação de moradores do Jardim Petrópolis – receberam o secretário nesta quinta-feira (3), na escola Dom Miguel Cãmara, para uma reunião de emergência.
Beltrão e a comunidade escolar discutiram saídas para viabilizar reformas nas duas unidades com o objetivo de estruturá-las para a implantação do ensino fundamental de nove anos.

Entre as reivindicações apresentadas ao secretário estão a ampliação do prédio da Dom Miguel Câmara, a revisão das partes de infraestrutura, a construção de uma escola de educação infantil no terreno ao lado dessa unidade e a regularização do pagamento da escola Maria Nilda, que funciona num local cedido pela paróquia do Jardim Petrópolis.

“A escola Dom Miguel Câmara é uma das 18 escolas que estão inseridas no projeto que levarei para Brasília. Esse projeto tem a proposta de mostrar como funcionam precariamente algumas escolas municipais. O objetivo é arrecadar recursos para sanar esses problemas” afirma.

Beltrão se comprometeu, ainda, a destinar cerca de R$ 30 mil para a escola Maria Nilda. O dinheiro será investido na pintura do local, na revisão da parte elétrica e em outras situações emergenciais.
Mais Notícias