Como definir Alagoas? É terra de praias incríveis e de mata que ainda resiste. Sofre ainda com o analfabetismo, mas tem muitos literatos reconhecidos. Na música, faz-se pela simplicidade dos violeiros. Tem ainda a inventividade de um senhor de barba branca chamado Hermeto. É mesmo pedaço de chão de muitos artistas.

Para render uma homenagem a essa estrela radiosa, a Jeane Rocha Academia de Dança apresenta o espetáculo Bravalagoas, nos dias 11, 12 e 13, no Teatro Gustavo Leite, em Jaraguá. Ao todo, quatro sessões: às 20h30, na sexta; às 17h e 20h30, no sábado; e às 17h, no domingo.

No palco, mais de 120 participantes. “Reunimos alunos, a partir dos seis anos, e também algumas mães. É uma grande montagem. A ideia é homenagear o Estado, os nossos artistas”, explica Jeane Rocha, diretora do espetáculo.

Em cena, a dança e ainda a música de alagoanos nascidos aqui e também os de coração. “Temos canções de Eliezer Setton, do querido Edécio Lopes, de Djavan. Não esquecemos da batida do guerreiro”, conta Jeane.

A iluminação do Bravalagoas tem a assinatura de Erisvaldo Maximiano. O figurino foi criado por Marcelo Alencar. A produção tem o apoio do governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura (Secult). Os ingressos custam R$ 40 (inteira) e R$ 20 (estudante). Na compra antecipada, o valor da inteira é de R$ 20. Mais informações: (82) 3321-3056 e (82) 9327-3543.