Cerca de 15 bairros de Maceió (Centro, Levada, Prado, Ponta Grossa, Vergel, Trapiche, Pontal, Virgem dos Pobres, Farol, Gruta, Pitanguinha, Sanatório, Bebedouro, Chã de Bebedouro e Santa Amélia) vão ser afetados pela paralisação do Sistema Catolé-Cardoso, nesta quinta-feira (3), para limpeza do aqueduto.

O presidente da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), Jessé Motta, e o vice-presidente de Gestão Operacional, Álvaro Menezes, vão acompanhar o início dos serviços. A operação-limpeza está prevista para começar às 8h. Por volta das 9h, os diretores da companhia farão uma inspeção no local.

A operação, que vai mobilizar cerca de 40 profissionais das mais diversas áreas e contar com o apoio de seis veículos, vai se estender até às 14h. Por volta das 14h30, o sistema será religado, mas a normalização do abastecimento nas áreas afetadas somente deverá ocorrer 24 horas depois.

A limpeza do aqueduto é feita periodicamente (em média, a cada seis meses), para melhoria da produção e da qualidade da água que chega à Estação de Tratamento do Cardoso, em Bebedouro, e é distribuída, após o tratamento, para 1/3 da cidade de Maceió.