A fim de promover a inclusão social para os consumidores alagoanos, a Companhia Energética de Alagoas (Ceal) disponibiliza o serviço de atendimento, por telefone, ao cliente portador de deficiência auditiva. Por meio de um aparelho telefônico específico para estes usuários especiais, o Call Center da companhia já está preparado para registrar todas as ocorrências solicitadas por eles.

Através do equipamento, o interessado em realizar a chamada, vai conversar via texto com um dos atendentes da central de atendimento. Para essa interação, ele deve se dirigir a um dos Terminais de Deficientes Auditivos (TDA) espalhados em Alagoas e ligar para o número 0800.082.1010 da Ceal. Na seqüência, o usuário dever digitar no teclado alfabético do telefone a mensagem para que o atendente da Companhia possa ler e responder em tempo real.

Em Maceió, o aparelho semelhante ao da Companhia pode ser encontrado em locais públicos, como por exemplo, nos postos de atendimento do INSS, no aeroporto Zumbi dos Palmares, em Rio Largo; no Maceió Shopping, na Mangabeiras; na rodoviária da capital, no bairro do Feitosa e na Escola Estadual Tavares Bastos, localizada na Praça Centenário, no bairro do Farol.

Dados – No ano de 2000, o censo demográfico fez uma pesquisa que comprovou que em Alagoas existem 104 mil pessoas com problemas de audição. Desse total, mais de 32 mil residem em Maceió.

De acordo com o serviço de saúde auditiva da Associação dos Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal), em 2006, mais de 12% dos portadores da deficiência, tinham a síndrome ocasionada por Perda Auditiva Induzida por Ruído (Pair) e cerca de 50% por causas não identificadas.

É pensando em atender esta classe da população do Estado, que a Ceal está dando pleno funcionamento ao uso da máquina. Com isso, a companhia passa a atender ao decreto de número 6.523, de julho de 2008, conhecido como Lei do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), responsável por regulamentar o Serviço de Atendimento ao Consumidor no Brasil.