Uma turma formada por quarenta beneficiárias do programa Bolsa Família está participando do primeiro módulo do curso profissionalizante nas áreas de telefonista, recepcionista, secretariado, auxiliar administrativo e telemarketing. A capacitação, iniciada na segunda-feira (16), tem duração de um mês, com carga horária de 60 horas.

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), por meio da Diretoria de Proteção Social Básica e Transferência de Renda (DPSBTR), ofertou vagas para os seis Centros de Referência de Assistência Social (Cras) da capital. O curso está sendo realizado no Cras Sônia Sampaio, localizado no Jacintinho.

As aulas estão sendo ministradas pelos instrutores do curso profissionalizante Betel, contratados pela Semas para execução desse curso.

Para Lalvia Antonia Feitosa da Silva, 20 anos, beneficiária do Bolsa Família e moradora do Jacintinho, esse curso é uma oportunidade de melhorar de vida e incentivar as pessoas a estar sempre aprendendo. “Estou adorando o curso profissionalizante e, através dele, quero conseguir um emprego melhor”, disse.

A Coordenação Geral de Programas Especiais e Complementares (CGPEC), pertencente à DPSBTR, que é responsável pela realização desse curso, tem como objetivo a qualificação profissional no sentido de oportunizar a transição dos usuários dos programas da secretaria, em situação de vulnerabilidade e risco social, para uma condição de autonomia possibilitando o acesso a condições sustentáveis de sobrevivência e elevação do padrão de qualidade de vida.