Angelo Farias Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O moto boy Janderson Aquino Silva, 27 anos, sofreu um acidente na manhã do último sábado (27), no bairro Primavera, em Arapiraca, no momento em que realizava uma entrega de compras do supermercado em que trabalhava.

Segundo informações repassadas nesta manhã pelo irmão da vítima, Jamerson Aquino da Silva, à reportagem da Rádio Novo Nordeste, para não atropelar uma criança, o moto boy acabou perdendo o controle da moto e caiu. Na queda, ele teve uma fratura exposta em um dos pés.

Ele foi socorrido por uma Unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e deu entrada na Unidade de Emergência de Arapiraca por volta das 8 horas da manhã. Jamerson acompanhou todo o atendimento ao irmão que ficou de 8 horas da manhã até as 4 da tarde a espera de socorro.

Sem a permissão de entrar na unidade, Jamerson se comunicava com o irmão por telefone, que pedia ajuda devido as fortes dores que sentia. Janderson ficou no corredor do hospital durante todo o tempo sujo de lama, pois havia caído próximo a um esgoto, e com fratura exposta.

De acordo com uma enfermeira, os médicos estavam em greve, por isso a demora do atendimento. Após diversos apelos feitos pelo irmão vendo o sofrimento de Janderson por volta das 4 horas da tarde o jovem entrou na sala de cirurgia.

Após sair do centro cirúrgico, os médicos informaram que Janderson estava bem e que a cirurgia tinha acontecido com sucesso e que no domingo, ele retornasse para visitar seu irmão.

Ao retornar no domingo seu irmão se encontrava novamente no corredor mesmo após a cirurgia, correndo o risco de contrair qualquer infecção no local. Os médicos alegaram faltar leito para ficar em um dos quartos e foi necessário ficar ali.

Conversando e sentindo poucas dores o jovem continuou bem até a manhã de segunda-feira, quando o quadro se agravou e o paciente precisou passar por uma cirurgia para retirada do pé afetado.

Já na quarta-feira, os médicos procuram seu irmão novamente para comunicar que seria necessário amputar a perna inteira, pois a infecção já estava acima do joelho e para salvar a vida do paciente era necessária outra cirurgia.

Jarmeson pediu para ver o irmão na UTI e constatou que realmente seria preciso tirar a perna. Após a cirurgia, o jovem ficou inconsciente e o quadro se agravou e no início da manhã desta quinta-feira. Janderson não resistiu e faleceu. A causa da morte foi múltipla falência dos órgãos.

A família esta revoltada com o caso, pois devido uma fratura no tornozelo se o mesmo tivesse recebido o atendimento necessário não teria morrido. A família diz que pretende entrar com um processo judicial contra a Unidade de Emergência do Agreste.

Este não é o primeiro caso registrado pelo mau atendimento na UE. Recentemente, um jovem de 22 anos, após ser atendido na Unidade de Emergência recebeu alta e morreu instantes depois após passar mal em sua residência em Palmeira dos Índios.

O jovem sofreu um acidente de moto na rodovia que liga Palmeira dos Índios a Quebrangulo. Inconformada a família quer entrar com uma ação na Justiça por erro médico. Segundo familiares o médico atendeu o jovem e não fez os procedimentos necessários.