A expulsão do soldado do Corpo de Bombeiros, César Chagas, da corporação deverá ocorrer dentro dos próximos dias. A informação é do Coronel Jadir Ferreira, comandante do Corpo de Bombeiros em Alagoas. Chagas confessou ter participado do assassinato do Sargento Alessandro Fabian de Araújo, morto em um canavial em Messias na madrugada da última sexta-feira.

Segundo Jadir, uma sindicância interna será aberta, mas como o soldado já confessou o crime, o processo de expulsão não será demorado. "Assim que ele for expulso será transferido do Presídio Militar para o Sistema Prisional. Não podemos admitir que uma pessoa como essa continua a usar a nossa farda", disse o Coronel á reportagem do CadaMinuto.

O crime

Chagas confessou que matou o Sargento com a ajuda de mais dois homens, identificados como Lula e Zaqueu. O solado e Lula já estão presos. Chagas disse que o motivo do crime foi o fato de ele estar devendo R$ 2 mil ao sargento.