Em situação bastante complicada e precisando de uma improvável combinação de resultados para permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro, a missão da equipe pode ficar ainda mais complicada. O departamento médico do clube confirmou que o zagueiro Asprilla e o atacante uruguaio Acosta não tem condições de jogo e estão fora da competição.

Asprilla sentiu o músculo adutor da coxa direita na partida do último sábado e teve que ser substituído. O próprio jogador já tinha declarado que dificilmente estaria em condições de enfrentar o Santo André, neste domingo, às 17h (de Brasília), mas estava confiante para pegar o Avaí. Porém, após os resultados dos exames, o departamento médico vetou o atleta até o fim do campeonato.

Já o caso de Acosta não se trata de uma lesão. O jogador que foi devolvido ao Corinthians para se tratar de uma fissura na tíbia, voltou de São Paulo na última semana clinicamente recuperado. Porém, segundo o departamento médico do Náutico o jogador está fora de forma e não ficará em condições de jogo antes do final da competição.

Por conta disso, os dois jogadores podem não mais vestir a camisa do Náutico. O vínculo dos atletas com a equipe pernambucana se encerra ao final do Campeonato Brasileiro e caso não cheguem a um acordo, não estarão no clube na próxima temporada.

Os jogadores se juntam ao atacante Bruno Mineiro, expulso contra o Corinthians, e o meia Aílton, suspenso por receber o terceiro cartão amarelo, como desfalques para o duelo de domingo. Outro que pode ficar fora é o volante Johnny, que se recupera de lesão.

Após a folga de dois dias dada ao elenco do Náutico, os jogadores se reapresentaram na manhã desta terça-feira, em uma academia de Recife, onde realizaram trabalhos físicos e de musculação. Na parte da tarde, os atletas fazem um treinamento com bola, no estádio dos Aflitos, já pensando no duelo contra o Santo André.