Irmã de acusado de integrar quadrilha que assaltou a Caixa denuncia tortura por parte da Polícia

  • Redação
  • 24/11/2009 08:26
  • Polícia
PC/AL

Os promotores Flávio Gomes e Karla Padilha estão neste momento, no Presídio Baldomero Cavalcante, ouvindo o depoimento do detento Wilson Ribeiro dos Santos, um dos acusados de praticar a tentativa de assalto à agência da Caixa Econômica Federal, em Maceió.

É que os promotores estão investigando denúncias chegadas ao Ministério Público de que o detento teria sofrido torturas na sede do Tigre, para onde foi levado após ser preso pela polícia.

De acordo com o promotor Flávio Gomes, a irmã de Wilson denunciou o fato e solicitou ajuda do órgão. Além de pedir a solicitar a direção da unidade prisional maior atenção à segurança e integridade física do detento, os promotores vão continuar apurando as denúncias de torturas.

A direção da Polícia Civil já foi comunicada sobre o fato. “Entramos em contato com o delegado Marcílio Barenco e comunicamos a denúncia. Agora ele vai destinar um delegado para prosseguir com as investigações ”, afirmou o promotor.

Após prestar depoimento, Wilson Ribeiro deve ser encaminhado ao Instituto Médico Legal Estácio de Lima, onde deverá ser submetido a exame de corpo delito, o que pode comprovar ou não a denúncia de tortura feita pela irmão do preso.