Lideranças dos segmentos afros, jornalistas, estudantes de comunicação social e educadores das mais diversas áreas discutirão nesta terça-feira (24.11), o tema: “Identidade Étnica no Censo 2010 e a responsabilidade social da mídia”, que acontecerá no auditório do Sesc-Poço em Maceió. A atividade integra o mês da consciência negra e também comemora os dois anos de atuação da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial em Alagoas (Cojira-AL).

A programação terá início às 14h com o credenciamento, onde os participantes poderão se inscrever gratuitamente no local. A partir das 15h, a atividade será oficialmente aberta com a mesa de honra, em seguida terão as palestras que abordarão os termos racistas e a descaracterização dos afro-descendentes na mídia nacional; os preparativos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para a inclusão da identidade étnica no Censo 2010, além de avaliar como a mídia e o movimento negro podem contribuir para a identidade étnica.

O tema escolhido para o seminário se configura como uma pauta importante para a América Latina e todos precisam ter acesso às informações. Pela primeira vez será implantado o item “etnia, raça e cor” nas próximas pesquisas demográficas (acontecem a cada 10 anos) e os recenseadores terão que passar em todas as residências, pois não será por amostragem. Segundo Valdice Gomes, Presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas (Sindjornal), “esse critério de avaliação vai permitir o conhecimento de dados estatísticos fundamentais para a elaboração de políticas públicas e promoção da igualdade étnicorracial. Há estimativas que a população afro-descendente no Brasil representa 50,6%, mas precisamos saber exatamente quantos somos, onde estamos e como vivemos”, declarou.

A Cojira-AL é interligada ao Sindjornal e foi a primeira do Nordeste, também é uma referência nacional, devido às atividades desenvolvidas em prol de uma mídia democrática e que respeite a diversidade étnica, religiosa e opção sexual. Faz parte de uma rede composta por sete coletivos no Brasil: seis Cojiras (São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Alagoas, Bahia e Paraíba) e o Núcleo de Comunicadores Afro-Brasileiros do Rio Grande do Sul.

O evento tem o apoio do Cesmac, Sesc-Alagoas, Central Única dos Trabalhadores (CUT-AL), Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô e a ONG Maria Mariá. É aberto ao público e os participantes terão direito a certificado.


Programação Completa:

14h00 – Credenciamento

15h00 – Abertura

16h00 – Painel: “Identidade étnica no censo 2010 e a responsabilidade social da mídia”

* Termos racistas na mídia e a invisibilidade étnica

Carlos Martins (Ativista; acadêmico de Ciências Sociais e integrante do Núcleo de Estudos sobre a Violência em Alagoas da Ufal).

* Descaracterização do negro na mídia nacional

José Amaral Neto (Jornalista/MG)

* Preparativos e mecanismos para a inclusão da identidade étnica no Censo 2010

Adalberto Ramos (Chefe da Unidade Estadual do IBGE/AL)

 

* Censo 2010: Como a mídia e o movimento negro podem contribuir para a identidade étnica

Maria Inês Barbosa (Coordenadora Executiva do Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher - Unifem)

 

17h00 – Debate

18h30 - Café com prosa

19h00 - Encerramento

 

SERVIÇO

 

Seminário: Identidade Étnica – Censo 2010 – Mídia

Realização: Cojira-AL / Sindjornal

Data: 24/11/09 (terça-feira)

Horário: Das 14 às 19h

Local: Auditório do Serviço Social do Comércio (Sesc) – 1º andar – Rua Pedro Paulino, nº 40, Poço. Maceió-AL.

Contatos: (82) 9999-1301 / 8831-3231 / [email protected] / www.cojira-al.blogspot.com

Entrada franca!