A greve por tempo indeterminado dos servidores do Judiciário Federal de Alagoas começa nesta segunda-feira, dia 23. A categoria reivindica o envio do seu anteprojeto de lei de revisão salarial sem perdas de direitos ao Congresso Nacional.

O Sindicato dos Servidores do Judiciário Federal e do MPU em Alagoas (Sindjus/AL) vai realizar atos públicos na manhã desta segunda-feira. A primeira manifestação será em frente ao Tribunal Regional Eleitoral, em seguida, a categoria se concentrará em frente ao Tribunal Regional do Trabalho. À tarde, os servidores realizarão protesto em frente à Justiça Federal.

Na última quinta-feira, dia 19, os servidores realizaram vigília para acompanhar a reunião da Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e do MPU (Fenajufe) com o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes. A reunião não representou qualquer avanço em relação às reivindicações dos servidores. O ministro Gilmar Mendes não apresentou nenhuma proposta e nem definiu um calendário de negociação. A única preocupação do presidente do STF era somente com o cumprimento da Meta2.

A proposta de revisão salarial dos servidores, que já tinha sido aprovada pelos presidentes dos tribunais superiores, está sofrendo modificações. Uma reunião prevista com representantes do STF, do CNJ, da Anamatra e da Ajufe, que deveria tratar do anteprojeto de lei, na última sexta-feira, não aconteceu, e não tem data definida para ocorrer.

Um dos impasses para o envio do anteprojeto ao Congresso Nacional é a intervenção das associações de juízes e de procuradores federais, que alegam que um segmento da categoria irá ganhar mais que juízes, quando na verdade, isso somente acontece para uma pequena parcela que possui cargos em comissão.

A atitude das associações dos juízes e procuradores federais tem provocado revolta na categoria, que está sem revisão salarial desde 2006. Em todo o país, a greve está sendo deflagrada.

O fortalecimento da greve foi reforçado no 3° Congresso Estadual dos Servidores do Judiciário Federal, que foi realizado no último final de semana, em Maragogi/AL. O Sindjus/AL irá realizar atos públicos diariamente nos tribunais federais.