Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A divulgação de uma matéria da assessoria da Associação dos Subtenentes e Sargentos Militares de Alagoas (ASSMAL) no portal Cadaminuto no dia 01 de outubro onde o presidente da entidade, sargento Teobaldo de Almeida denunciava a transferência, segundo ele arbitrária, de dois sargentos causou uma crise na Policia Militar.

O Comando da Polícia Militar de Alagoas abriu um processo disciplinar administrativo contra o sargento Teobaldo e a entidade reagiu com mais uma nota onde critica a decisão e informa que o militar agiu como representante de classe e não como um policial na ativa.

“Prefiro sofrer uma injustiça a omitir as humilhações, péssimas condições de trabalho e a excessiva carga horária que os praças são submetidos. Hoje, o ideal seria o Governo fazer investimentos na segurança pública e não as autoridades punir quem denuncia”, desabafou o militar na nota.

Ainda de acordo com as informações dadas pela assessoria a sindicância imposta pelo Comando da PM ofende diretamente o artigo 5º, IV, XVII e XVIII, que garante a liberdade de pensamento e de associação, vedando a interferência estatal no funcionamento desta.

O texto acusa ainda o Comando utiliza a tática de instalar um processo administrativo já com as cartas marcadas e diz que antes do sargento Teobaldo o Major Welligton Fragoso, presidente da Associação dos Oficiais Militares de Alagoas (ASSOMAL) também foi vítima de uma sindicância por defender o direito da classe

Veja abaixo a Portaria:

Portaria nº 046/09-PDO-CG/CORREG, de 04 de novembro de 2009: O COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições e considerando o que prescreve o inciso I do Art. 11 do aprovado pelo Decreto nº 37.042, de 06 de novembro de 1996, RESOLVE designar o ASP OF PM JOSÉ PEDRO DOS ANJOS SILVA, para apurar fato constante na matéria publicada no site www.cadaminuto.com.br, em 02 de outubro de 2009 , versando sobre críticas infundadas por parte do Presidente da ASSMAL (Associação dos Subtenentes e Sargentos Militares de Alagoas), a respeito de decisões administrativas adotadas pelo Comandante Geral da PMAL.