Reunindo grandes nomes das áreas tributária, financeira, administrativa e jurídica, a Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz) realiza, nos próximos dias 25 e 26 de novembro, o X Fórum Fazendário. O evento, que acontece no auditório da Casa da Indústria Napoleão Barbosa, pretende discutir as demandas atuais das gestões fazendárias em todo o País, principalmente em Alagoas.

Em sua décima edição, o Fórum será voltado para a questão fiscal, com apresentações sobre a modelo de fiscalização e a qualidade das ações. Outros assuntos, como o julgamento de processos administrativos tributários, a concessão de regimes especiais e as possibilidades de implantação do ICMS Ecológico no Estado, também serão discutidos.

Além de palestrantes locais, entre eles fiscais e procuradores, também estarão presentes profissionais vindos de outras unidades da Federação. Entre eles, Rodrigo Dias, perito da Receita e gerente da dívida ativa da Sefaz de Goiás; Tácio Lacerda Gama, doutor em Direito Tributário pela PUC de São Paulo; Paulo Sérgio Coutinho, auditor de tributos do Ceará; e Argos Simões, Juíz do Tribunal de Impostos e Taxas (TIT).

Segundo Denise Campos, diretora da Escola Fazendária (Efaz) – que está organizando o evento –, a ideia é trazer melhorias para os serviços oferecidos pela Sefaz. “A expectativa é que possamos trocar conhecimentos. Esperamos que os profissionais de fora tragam suas experiências bem sucedidas para que as coloquemos em prática aqui”, diz ela.

Promovido anualmente, o Fórum é voltado para os funcionários da Fazenda de Alagoas e tem como objetivo discutir assuntos ligados ao cotidiano da secretaria. Com as atividades, os servidores são atualizados e capacitados tendo como perspectiva a discussão de problemas e soluções em pauta nas administrações públicas federal, estaduais e municipais.