O padre Ivanilton de Assis, 35, mais conhecido como Tito, cometeu suicídio na tarde de hoje, ao ingerir “chumbinho”, em sua residência na cidade de Palmeira dos Índios. De acordo com informações do Hospital Santa Rita, para onde o padre foi levado já em óbito, o socorro ao religioso foi prestado por uma sobrinha de Ivanilton

Ainda segundo informações do Hospital, Tito deixou uma carta onde explicaria os motivos do suicídio ao pai, Eraldo, que é policial militar lotado em Palmeira dos Índios.

Prisão

No dia 10 de julho, Tito foi preso por posse ilegal de arma, após se envolver em um acidente na cidade de Delmiro Gouveia. Um revólver calibre 38 foi encontrado no porta luvas do carro do padre, um Fiat Pálio de placa MUY-3847.

O padre, que era responsável pela Paróquia de Pariconha, foi afastado das funções depois que a informação de que um menor estaria no carro, onde também haveria latas de cerveja.