Ilustração Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

INSS coíbe tentativas de fraudes em benefícios para o idoso

Os três estelionatários foram presos em flagrante, ao portar documentos falsos

 

 

Duas tentativas de fraude, envolvendo o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC/Loas) para a pessoa idosa, foram identificadas e coibidas hoje (9/11) pela manhã, na Agência da Previdência Social (APS) Delmiro Gouveia. Os três homens, sendo um agenciador, foram solicitar a reativação de seus benefícios, suspensos pela revisão Loas. Por lei, esses benefícios previdenciários devem passar a cada dois anos, por uma nova avaliação social e perícia médica.

A funcionária do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) suspeitou das fraudes, ao perceber que as fotografias dos beneficiários Severino Pedro da Silva e Manoel Pedro da Silva, na carteira de trabalho, não conferiam com aquelas que estavam nas cópias dos documentos de concessão do benefício, arquivados na agência.

Os estelionatários, identificados como José Manoel da Silva e José Martins de Oliveira e o agenciador, que não teve seu nome divulgado, foram autuados em flagrante e encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil da região, onde confessaram o crime.