Skapercity Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A segurança na Barra de São Miguel será reforçada, com a chegada de 1 nova viatura para a Polícia Civil, no mínimo 3 policias por plantão e ainda presença constante de um escrivão para registro de boletins de ocorrências, inclusive nos fins de semana. Já a Policia Militar trabalha para a criação de uma companhia independente militar de policiamento ostensivo. Essas medidas foram anunciadas pelo secretário de Estado da Defesa Social, Paulo Rubim, que informou também que os preso serão removidos da delegacia, situação que libera os policiais para suas atividades fins.

“A ideia é liberar os policiais civis da obrigação de guardar presos e dar mais agilidade para atender às ocorrências. A Polícia Civil receberá também o apoio da Militar de duas formas, pois estamos tentando criar a companhia independente. O projeto já foi encaminhado para o Gabinete Civil e esperamos a aprovação do Governo. E ainda vamos contar com os homens do Bepe (Batalhão de Pronto Emprego), formado por nossos militares treinados em Brasília pela Força Nacional”, ressaltou o secretário.

A tropa irá atuar na capital e também no interior, fazendo a “saturação policial” em diversos pontos do território alagoano. Além dos veículos novos, foram doados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) pistolas, coletes e munições.

Durante esta manhã, Paulo Rubim reafirmou o compromisso de sua gestão em combater a criminalidade, a partir do reforço no policiamento repressivo como também no trabalho preventivo, por meio do policiamento comunitário. “Estou trabalhando para reduzir os índices de violência no Estado”, afirmou, acrescentando que o projeto piloto do Selma Bandeira já completa 90 dias com apenas uma ocorrência.

Na sua avaliação, o que deixa a população mais aflita são as pequenas ocorrências, como roubo de residências e furtos de dinheiro, celular e outros objetos. “Por isso, temos que investir no policiamento comunitário, modelo que vem apresentando bons resultados de maneira rápida”, comentou. Paulo Rubim adiantou que o projeto terá como próximo passo a construção das quatro bases comunitárias no Benedito Bentes, Clima Bom, Jacintinho e Vergel.

Na avaliação do secretário, com essas melhorias, as Polícias Civil e Militar vão atuar de forma integrada, com o apoio dos distritos já existentes na cidade.