Foto: Adalberto Custódio / Minuto Arapiraca
Centro de Arapiraca

As regiões do Agreste, Sertão, Sul e Zona da Mata de Alagoas seguem sem flexibilização e não avançam de fase, seguindo na fase vermelha, conforme o novo decreto do Governo do Estado, anunciando pelo governador Renan Filho, na noite desta terça-feira (14), em entrevista coletiva online. As regiões ainda registram crescimento no número de casos de Covid-19.

A Região Metropolitana de Maceió e a região Norte saem da fase vermelha e avançam para a laranja, que permite o funcionamento, ainda restrito, de alguns estabelecimentos. A capital, Maceió, agora está na fase amarela.

Durante a coletiva, acompanhado pelo secretário de Saúde, Alexandre Ayres, Renan Filho explicou que alguns municípios do interior alagoano, localizados nas regiões do Sertão, Agreste, Sul e Zona da Mata, não apresentaram uma diminuição ou estabilidade no número de casos de coronavírus, e que, por essa razão, o governo decidiu manter as medidas mais rígidas - da fase vermelha – e a manutenção do distanciamento social.

Já os municípios da Região Metropolitana de Maceió e da região Norte do estado foram considerados aptos a avançarem de fase. Eles deixam a ase vermelha e seguem para a laranja. Nesta etapa, está autorizado o funcionamento de alguns estabelecimentos, além de igrejas, templos e salões de beleza com capacidade reduzida e mantendo todas as medidas sanitárias necessárias para evitar a propagação do coronavírus.

Maceió, que estava na fase laranja, segue para a fase amarela, com a abertura de shoppings, galerias, centros comerciais e estabelecimentos congêneres; templos e igrejas podem funcionar com 50% de sua capacidade, assim como bares e restaurantes.

O transporte intermunicipal e turístico também está autorizado a funcionar com metade da sua capacidade. No entanto, como apenas Maceió está na fase em que há permissão para a circulação dos mesmos, o governo e a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado (Arsal) devem definir como o retorno dos transportes será realizado. O governador também esclareceu que o retorno das atividades autorizadas nessa fase, em Maceió, deve acontecer na próxima segunda-feira (20), para evitar aglomerações no fim de semana.

Renan disse que a análise dos casos de Covid-19 em Alagoas será efetuada semanalmente, desta forma, “poderemos evoluir ou regredir nas medidas”, acrescentou.

Devido à instabilidade nos números, em relação à doença, os municípios das regiões que permanecem na fase vermelha seguem sem o funcionamento do comércio e atividades não essenciais suspensas. “Ainda apresentam um comportamento instável da doença”, ressaltou o governador.

 

*Sob supervisão da editoria