Renan Calheiros comenta declarações de Gilmar Mendes à militares: "questionamentos procedentes"

  • Coluna Labafero
  • 14/07/2020 19:10
  • Coluna Labafero
Foto: Agência Senado
Renan Calheiros

O senador alagoano Renan Calheiros usou as redes sociais para comentar sobre as declarações do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, em relação à presença de militares no Ministério da Saúde, e que tem provocado uma crise em Brasília. 

Renan ressaltou que há um critério para a ocupação de cargos, que os números da pandemia no Brasil evidenciam um “descontrole” e que a ausência de um ministro e atuação de um militar, ainda que de forma interina “sugere uma intervenção”. O senador também definiu como "procedentes" os questionamentos do ministro da Suprema Corte.

A opinião de Renan Calheiros acresce a crise que as declarações de Gilmar Mendes provocaram, e que tem se tornando cada vez maior. O vice-presidente Hamilton Mourão, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e os comandantes das Forças Armadas, criticaram o magistrado.

Mendes afirmou, durante uma transmissão on-line, que “o Exército se associa a um genocídio”, referindo-se ao fato de militares participarem da gestão e da formulação de políticas públicas voltadas ao combate à covid-19 no governo federal.

O ministro interino da pasta, o general da ativa, Eduardo Pazuello, disse que vai acionar a Procuradoria-Geral da República contra Gilmar Mendes, que, segundo o general, fez acusações ilegais.