Covid-19: “Já passamos pelos momentos mais difíceis, mas a guerra ainda não acabou”, diz Ayres

  • Gabriela Flores e Vanessa Alencar
  • 08/07/2020 19:01
  • Geral
Reprodução
Secretário Alexandre Ayres

Em live realizada no início da noite desta quarta-feira, dia 08, o secretário de estado da Saúde, Alexandre Ayres fez um balanço dos últimos 90 dias de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus em Alagoas. Ele lembrou que, antes da pandemia, havia 182 leitos de UTIs no estado e agora, o estado tem a mais 267 leitos. 

Informando que hoje a ocupação de UTIs exclusivas para pacientes com Covid-19 está em 70%, o secretário pontuou a importância dos três novos hospitais inaugurados pelo Governo do Estado e destacou que “já passamos pelos momentos mais difíceis, no entanto a guerra ainda não acabou”.

Ele reforçou que o chamado “novo normal” vai permanecer até que seja encontrada uma vacina eficaz, voltou a frisar a importância do uso de máscaras e pediu aos cidadãos que sigam todas as recomendações de higiene.

Números

O secretário também apresentou o detalhamento dos recursos investidos nas ações de combate à pandemia. Segundo ele foram mais de R$ 6 milhões para compra de EPIs para os profissionais da saúde, elencando mais de 7.400 unidades de equipamentos como máscaras, luvas, macacões, álcool em gel, entre outros.

Ainda sobre os dados mostrados, Ayres informou que o Laboratório Central (Lacen) já realizou 12.304 testes de PCR e outros 107.220 testes foram encaminhados a todos os municípios alagoanos.

Nos últimos 90 dias, quase 400 mil medicamentos de combate à Covid-19 foram utilizados até agora, como 35 mil caixas de cloroquina, 15 mil de hidroxicloroquina, além de remédios como dipirona, azitromicina e outros.

Na Central de Triagem do Ginásio do Sesi foram atendidas 22 mil pessoas; outros 10 mil atendimentos ocorreram na unidade do Benedito Bentes e, em Arapiraca, foram 5.600 pessoas, totalizando 38 mil pessoas atendidas nessas centrais.

Ayres mostrou que no estado há 1.218 leitos para o enfrentamento à Covid-19, sendo distribuídos em diversas cidades, com 252 exclusivos de UTI. Nos leitos da regulação com 19 unidades de saúde foram tratados mais de quatro mil pacientes.

O secretário também lamentou as 21 mortes registradas nas últimas 24 horas em decorrência da doença, agradeceu o apoio dos profissionais da saúde e dos servidores administrativos que nas ações de combate à Covid-19, e finalizou a apresentação falando do programa “Alô Saúde”. Focado no atendimento a cidadãos com sintomas de gripe, o programa atendeu mais de 45 mil pessoas, evitando sobrecarga nas centrais de triagem.

Max Ramalho, médico e secretário-adjunto de saúde comentou que devido a intensidade do trabalho realizado nos últimos três meses,o enfrentamento à Covid-19 vai deixar um legado de que é possível fazer saúde pública de qualidade em Alagoas.