Foto: Reprodução / Assessoria

Através dos novos decretos do Governo de Alagoas e da Prefeitura de Maceió, a capital alagoana entrou para a fase laranja do plano de retomada das atividades econômicas do estado. Desde a última sexta-feira, 3 de julho, foi permitida a liberação do banho de mar e prática esportiva em toda a orla urbana da cidade.

Apesar da liberação do acesso às praias e banho de mar, algumas regras devem ser seguidas e há proibições de determinadas condutas. Por isso, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) lista o que pode e o que não pode na orla de Maceió.

O uso de máscara é obrigatório, inclusive antes e depois do banho de mar. Estão permitidos o acesso às praias, o banho de mar e as atividades esportivas individuais, como corrida, caminhada e ciclismo, com distanciamento de 1m no mesmo fluxo e 2m no fluxo contrário, a fim de evitar aglomerações.

Fica proibido o uso de equipamentos e mobiliários de uso coletivo, como academias e parquinhos infantis. Está proibido também o uso de mesas, cadeiras, bancos, caixas térmicas e guarda-sóis, consumo de bebida alcoólica e comércio de qualquer ordem. Aglomerações na orla, calçadão ou faixa de areia também não são permitidas. Além disso, o estacionamento público na região tem vagas intercaladas.

Permanecem suspensos o comércio de ambulantes e dos demais prestadores de serviços e permissionários da orla, com exceção das atividades contempladas no Decreto Estadual, como bancas de revistas, balanças de peixe e o mercado do peixe Jaraguá, por exemplo. As decisões e liberações se restringem somente a Maceió, o restante do estado segue na fase vermelha, ainda com proibição de acesso às praias, banho de mar e outras medidas restritivas.

De acordo com o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, o cumprimento dos Decretos e das recomendações sanitárias de enfrentamento à pandemia são essenciais para a diminuição no número de casos e avanço do protocolo de retomada. “É muito importante que a população seja consciente e siga as recomendações e orientações neste momento. Uma conduta consciente de todos irá nos garantir a segurança necessária para seguir para as próximas fases do plano de retomada, que foi elaborado tendo em vista todas as determinações das autoridades de saúde”, pontuou. 

 

*Com Agência Alagoas