É homem, preto e pobre, a vítima letal da covid 19, ou, a atuação silenciosa do racismo estrutural.

  • Arísia Barros
  • 03/07/2020 23:24
  • Raízes da África

Corpos pretos são mais expostos em trabalhos subalternizados, onde são a força motriz.
Corpos pretos sofrem severa exposição, em transportes de passageiros, que transportam um mundo todo, em reduzido e arrochado espaço .
Corpos pretos carregam,desde muito,o descaso crônico do Sistema de Saúde,  com as doenças  características da raça e um atendimento ético, humanizado e de qualidade.

Qual o governo que discute e implementa o Plano Nacional de Saúde da População Negra?
Corpos pretos são negligenciados, secularmente, pelas,naturalizadas, razões  socioeconômicas e sociodemográficas.
Desigualdades étnicas.
Corpos pretos de  [email protected] de favelas,grotas,becos,vielas impactados pelo racismo sistêmico/estrutural estão sujeitos a invisibilidade conveniente da política brasileira, e os preconceitos que sequestram oportunidades e possibilidades...
 A Covid 19, no Brasil, mata  mais pobres e pardos, mais homens que mulheres e mais jovens do que em outros países. Além ds subnotificações.
A doença atinge [email protected] e [email protected] de forma diferente.
O vírus invisível que vem devastando a saúde de brasileiros, desde março do ano corrente, tem uma vítima-padrão: é  homem, preto e  pobre- afirmam os dados coletados no Sistema Sivep-Gripe, do OpenDataSUS, mantido pelo Sistema Único de Saúde.
Sim, e daí?


Fonte: https://epoca.globo.com/sociedade/dados-do-sus-revelam-vitima-padrao-de-covid-19-no-brasil-homem-pobre-negro-24513414