Bolsonaro aprova iniciativa de JHC sobre venda direta do Etanol

  • Assessoria
  • 03/07/2020 12:28
  • Política

O presidente Jair Bolsonaro dá mais uma demonstração de que está mudando sua relação com o Congresso, aproveitando agora boas ideias de projetos dos parlamentares.

É o caso do anúncio feito por ele nesta quarta-feira (01): o Conselho Nacional de Política Energética estabeleceu diretrizes para que o etanol possa ser vendido das usinas diretamente para os postos de combustíveis. "A venda direta de etanol pode proporcionar maior concorrência no setor e baratear o preço dos combustíveis nas bombas", escreveu em publicação nas redes sociais. O presidente não detalhou quais são as diretrizes.

A ideia da venda direta de etanol é do deputado federal de Alagoas (PSB/AL), João Henrique Caldas, o JHC. Há exatamente um ano, em julho de 2019, o deputado se encontrou com o presidente Jair Bolsonaro e pediu a liberação da venda direta de etanol. JHC lembrou naquela oportunidade ao presidente que venda direta reduzirá o preço na bomba de combustível em mais de 20%. 

Liberdade econômica

O parlamentar pediu na ocasião o fim da “intervenção burocrática” da Agência Nacional do Petróleo (ANP), que impede a venda direta do álcool dos produtores aos postos de combustíveis. JHC destacou a importância da medida como um fator de liberdade econômica e de defesa do interesse do consumidor.

De acordo com o parlamentar, a resolução da Agência Nacional do Petróleo (ANP) beneficia o “cartel das distribuidoras” e prejudica os consumidores. "Nosso projeto, apoiado pelo presidente na campanha, já tramita na Câmara desde 2018 e vai baratear em mais de 20% esse produto”, disse o parlamentar. 

JHC lembrou que o etanol é feito com “tecnologia brasileira, limpa e que gera 800 mil empregos” e pediu ao presidente que mantenha a disposição demonstra de dar mais liberdade para empreender. O pedido do deputado federal parece que será atendido pelo presidente.