Desde que foi inaugurado em Arapiraca, o Centro de Triagem Iza Castro, localizado no ginásio João Paulo II, no Parque Ceci Cunha, tem levado atendimento precoce a população com sintomas do vírus Covid-19. 

“Nossa estrutura tem capacidade para atender as pessoas com segurança, infraestrutura e acolhimento. O momento é delicado e todos os nossos esforços tem sido para salvar vidas”, comentou a enfermeira e coordenadora da unidade, Jackeline Almeida.

Segundo a profissional, cerca de 300 pessoas tem procurando o local diariamente. Numa escala de atendimento de 24 horas, o Centro de Triagem conta com uma equipe composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistente social, farmacêutico e auxiliar de farmácia, além do departamento administrativo.

O Centro funciona para atendimento a pessoas com sintomas relacionados ao coronavírus, como febre, coriza, tosse ou outros. “Quanto mais cedo às pessoas que são diagnosticadas com a eventual contaminação nos procuram, iniciamos o tratamento precocemente”, falou Jaqueline.

Os testes-rápidos, que também são ofertados no local, são realizados para pacientes com sintomas a partir de dez dias. “Só assim os resultados são mais precisos”, explicitou.

Homenagem
O Centro de Triagem de Urgências para Síndromes Respiratórias foi inaugurado dia 13 de junho pelo governador Renan Filho, o vice-governador Luciano Barbosa e o secretário Alexandre Ayres.

Na época, participaram da solenidade os familiares da assistente social Iza Castro, falecida vítima do Coronavírus. Até ser internada, ela trabalhava no enfrentamento à doença.

“Foi uma perda irreparável. Ela era uma pessoa incrível e morreu lutando para salvar vidas”, comentou o irmão Igor Castro, que também estava acompanhado de outra irmã, Ianna. Dias após a morte de Iza, a família perdeu também o patriarca para o vírus, o radialista Edvaldo Silva.