Divulgação/Montagem:CadaMinuto
Gaby Ronalsa e Teca Nelma

As mulheres são a bola da vez na disputa da candidatura a vice-prefeita na chapa majoritária da capital. A deputada federal, Tereza Nelma (PSDB) tenta emplacar o nome da filha, Teca Nelma. A advogada Gaby Ronalsa (DEM), irmã do deputado estadual Dudu Ronalsa, é um dos nomes cotados para uma possível aliança na chapa majoritária em torno dos partidos aliados. 

Além delas há a possibilidade de um outro nome, a vereadora Simone Andrade, presidente municipal do DEM Mulher de Maceió. Surgem diversas iniciativas para pensar a representação dessas eleições com a participação de mais mulheres na política e sobre a presença feminina em Prefeituras. 

Dados de pesquisa realizada pelo Instituto Alziras 2017-2020 dos perfis das mulheres prefeitas no Brasil, apontam que mulheres gestoras de cidades são poucas e estão à frente das localidades pequenas e mais pobres. 

No painel organizado pelo Movimento Mulheres Municipalistas (MMM), foi mostrado que existem 649 prefeitas no país, que representam 11,7% dos municípios brasileiros, mas apenas 7% da população do país. 

Mesmo que ainda tímida, a presença cada vez maior de candidatas é algo fundamental para o fortalecimento da democracia, afinal, a representatividade feminina é extremamente necessária quando pensamos nas lutas pelos direitos das mulheres.