Foto: BR104
Transportes complementares

Buscando sensibilizar o governador Renan Filho, que vai inaugurar na manhã desta quarta-feira (01), o anexo do Hospital São Vicente de Paulo, com 20 leitos para pacientes com Covid-19, os motoristas e cobradores de transportes complementares resolveram fazer uma manifestação na cidade de União dos Palmares.

De acordo com os organizadores, a categoria busca a flexibilização para categoria que está há mais de 100 dias de braços cruzados, depois que o decreto estadual ainda em vigência, proibiu a circulação de transportes coletivos, vindo do interior do estado até a capital.

Uma outra manifestação, só que desta vez na capital, ocorreu no bairro do Tabuleiro dos Martins, próximo do antigo supermercado Makro. Os motoristas que atuam na região metropolitana de Maceió também buscam junto ao governo uma flexibilização do decreto em relação ao transporte de passageiros vindo do interior.

“Tem muita gente no interior precisando vim fazer tratamento na capital e que está enfrentado dificuldades de vim até a capital, já que os complementa4es estão impedidos. São mães e pais de família que já estão desesperados, são contas que não vão entender que não tenho dinheiro, pois tem um decreto me impedindo de trabalhar”, disse Manoel Silva, que é transportador entre da cidade de Messias.

*Sob supervisão da editoria e com informações de BR104