Foto: Márcio Ferreira Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para a covid-19 em Maceió estão com 95% de ocupação, segundo mostra o último boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) atualizado nesta segunda-feira (29).

De um total de 164 leitos da capital, 156 estão ocupados, enquanto o interior chega a marca de 71% dos leitos ocupados por pacientes com a doença. Tanto o Hospital da Mulher quanto o Hospital Metropolitano, que são unidades de referências, estão com 90% da capacidade de atendimento.

Na Santa Casa a ocupação dos 20 leitos com UTI chegou a 100% e no Hospital Universitário a capacidade ultrapassou os 100%, tendo 13 leitos ocupados.

Nos últimos 4 dias, a taxa de ocupação dos leitos em todo o estado vem crescendo chegando próximo do esgotamento e em um momento em que se é discutido o retorno gradual das atividades econômicas e sociais em todo o estado, mas o avanço da doença no interior tem preocupado.

A ocupação de leitos é um dos fatores analisados pelo Governo do Estado para fazer a transição entre as fases vermelha e laranja, que é esperada ser implantada já agora no dia 1º de julho.

Durante a apresentação da Matriz de Risco, que vai nortear a implementação das fases do distanciamento social controlado em Alagoas, o governo explicou que para transições de fases foram levados em conta a taxa de ocupação de leitos com respiradores, a taxa de ocupação dos leitos grátis e a oferta de leitos com respiradores por 100 mil habitantes.