Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Quando pensou ter superado os principais obstáculos da vida, aos 90 anos, Marina Fonseca de Gusmão precisou travar outra importante batalha: dessa vez contra o coronavírus (Covid-19) e venceu.  Foram 16 dias internada no hospital Veredas, dois deles na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

Para os familiares e profissionais de saúde que acompanharam o tratamento à base de medicamentos e oxigênio, sem necessidade de intubação, a recuperação foi considerada um milagre.  Além da idade avançada, a paciente, usuária do plano Ipaseal Saúde, apresentava comorbidades como doença de Alzheimer e uso de sonda nasogástrica para alimentação. 

“Minha mãe enfrentou um vírus perigoso, seu organismo reagiu bem e ela saiu sem nenhuma sequela. Foi uma benção de Deus, somada aos esforços dos médicos, enfermeiros e de todos aqueles que estiveram ao seu lado dia e noite. Só temos a agradecer”, ressalta. a filha, Marta Verônica Fonseca.

Marina Fonseca é paciente do Programa de Assistência Domiciliar do Ipaseal (PADI). Segundo a coordenadora da média e alta complexidade do PADI, enfermeira Camila Passos, ela é acompanhada diariamente por dois técnicos de Enfermagem. “E, semanalmente, é atendida por fonoaudiólogo, fisioterapeuta, médico e enfermeira”, afirma.

Natural de Maceió, a dona de casa descende do proclamador da República e primeiro presidente do Brasil, Marechal Deodoro da Fonseca. Marina Fonseca é viúva do ex-combatente da 2ª Guerra Mundial, o policial civil Carlos Coelho de Gusmão, com quem teve 14 filhos.  

Após a superação da Covid-19, familiares da paciente escreveram uma nota de agradecimento à assistência prestada pelos profissionais do plano Ipaseal Saúde e a todos os envolvidos no processo de recuperação. 

CARTA ABERTA

“A família Fonseca de Gusmão, representada pela sra. Marta Verônica, externa os mais sinceros agradecimentos e enaltecimento à equipe de profissionais da área de Saúde e integrantes do PADI-IPASEAL, pelo exercício de suas funções com esmero e habilidade, exigidas no atendimento ofertado à paciente Marina Fonseca de Gusmão - nossa matriarca, nas aplicações dos conhecimentos adquiridos na teoria quando exerceram na prática com habilidade ante às intercorrências surgidas devido ao quadro senil da paciente.

À staff que compõe essa magna equipe, nossos louvores pelo empenho e dedicação "à causa", desde os primeiros dias da implantação do homecare em nossa residência. Em especial, não desmerecendo aos demais - muito pelo contrário - às técnicas de Enfermagem Marcella Lúcia da Silva, Conceição da Silva Santos e Adriana Belo, que atuaram bravamente na linha de frente, seguindo todos os protocolos de procedimentos e segurança.

 Às enfermeiras Camila Passos e Alana Costa, pela atuação excepcional quando solicitada, agindo nas intercorrências e emergências com habilidades, conhecimentos e técnicas exigidas - independentemente da hora, apresentaram-se no "front da batalha" solucionando e transmitindo segurança para todos nós da família.

Estamos convictos que foi graças às mãos dessas profissionais que hoje temos nossa matriarca em nosso convívio. Somos gratos ao Nosso Pai Celestial por nos ter abençoados com pessoas altruístas e altamente qualificadas, trazendo tranquilidade e transmitindo para cada um de nós paz nesses dias tão atribulados