Estudo diz que uma cerveja por dia aumenta longevidade e diminui risco de demência

Notícias ao Minuto|
Cerveja
Cerveja / Ilustração

 

Cientistas apuraram que alguns tipos de cerveja estão repletos de probióticos altamente benéficos para a saúde. 

 

Afirmando assim, que beber uma cerveja por dia "pode ser bastante bom para o organismo", protegendo contra a obesidade, insónias e demência. 

Os académicos apuraram que cervejas belgas em especial - tais como Hoegaarden, Westmalle Tripel e Echt Kriekenbier - são particularmente ricas em levedura probiótica, que se crê ser particularmente eficaz contra a doença de Alzheimer (o tipo mais comum de demência", autismo e cancro do intestino.

Ao invés da maioria destas bebidas alcoólicas, as variedades belgas referidas são duplamente fermentadas, uma vez na destilaria e novamente na garrafa. Processo este que torna a cerveja mais forte. 

Mais ainda, a fermentação na garrafa recorre ao uso de diferentes estirpes de levedura relativamente às encontradas nas cervejas tradicionais.

Não só converte o açúcar em álcool, como produz ácidos que matam bactérias potencialmente perigosas para a saúde.

O professor Eric Claassen, especialista em saúde intestinal na Universidade de Amesterdão, disse: "em concentrações elevadas, o álcool é prejudicial para o intestino, todavia beber apenas uma destas cervejas diariamente é benéfico".

Uma outra pesquisa, realizada por investigadores da Universidade de Nebraska, nos Estados Unidos, apurou que uma única cerveja contém até 50 milhões de probióticos. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados