Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

     Parece que foi ontem que comecei a dar os primeiros passos até chegar em Maceió. Oriundo da pequena cidade de Capela, no interior das Alagoas, em 1977, para enfrentar o desafio da capital, como também vieram as incertezas e muito medo. Aqui cheguei, cravei há minha bandeira e aqui estou há 43 anos.

     Nessa cidade, que é a minha grande paixão, carregado de sonhos e esperanças, construí a minha história, tive grandes conquistas e tantas e dificuldades muitas.

     No colégio Guido estudei do ensino fundamental ao ensino médio e foi por intermédio dos ensinamentos do meu grande mestre, padre Teófanes, que aprendi a ser solidário com a dor do outro.

     Meus estudos acadêmicos aconteceram na Ufal e no Cesmac, quando tive oportunidade de desenvolver uma vida política muito rica com a luta   pela anistia, pelas diretas já e tantos outros temas relevantes.

     Aprendi muito com a experiência de professor em instituições como, colégio Guido, Madalena Sofia, Montessori, Sacramento, São José, Albert Einstein, Ângulo e do pré-vestibular Visão.

     Foi necessário desenvolver um comportamento ousado para enfrentar os desafios de construir um sonho que foi o Marcelo Cursos e, diga-se de passagem, com recursos financeiros bastante limitados e resistência de toda ordem. Em seguida, veio o colégio Pontual, e assim segue nossa história.

     Nossa Maceió apaixonante, casei, descasei e casei outras vezes, tenho duas lindas filhas, e construí grandes amizades, tive muitos acertos e erros. Numa visão geral dessa história, há conforto da certeza de um aprendiz inquieto que tanto ousou e que continua com o espirito empreendedor de fazer a diferença nesse mundo tão desigual e conturbado.

     No próximo 4 de junho celebro a minha vida com a consciência de que não estou aqui a passeio e que sonhar vale a pena.