Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O prefeito do município de Porto Real do Colégio, Aldo Eugênio, foi alvo de uma representação judicial por propagando eleitoral antecipada feita em sua rede social particular e também as páginas oficiais do município.

De acordo com a representação, no mês de abril, o prefeito fez uma publicação sobre a entrega de cestas básicas para os moradores do município devido a pandemia do coronavírus. “...A entrega das cestas básicas adquiridas pelo Governo do Estado de Alagoas direcionadas às famílias colegienses iniciou-se na tarde da última terça feira, 05. Moradores da zona rural foram os primeiros contemplados com o benefício eventual de alimentação, que beneficiará no total 1685 famílias colegienses”, disse o prefeito na postagem.

A representação alega que o prefeito fez alto promoção de sua imagem junto aos eleitores utilizando recursos enviados ao município pelo governo federal e também o governo estadual no combate ao vírus.

Além dessa postagem, a representação ainda aponta que Aldo Eugênio realizou a propagando de diversas postagens enaltecendo suas ações no município. “Ao longo da linha do tempo do representado e de vários correligionários como Secretaria de Ação Social, Secretário de Saúde e mais alguns ( ver fotos acostadas), existem inúmeras outras postagens enaltecendo os efeitos do pré-candidato. Observa-se ainda, na página do representado, que ele é pré-candidato ao Cargo Eletivo de Edil desta Comarca e assim não deveria, nem poderia se comportar na referida rede social”, diz trecho da representação.

A ação judicial pede que a concessão de medida liminar para determinar a imediata retirada das propagandas eleitorais da pagina do perfil pessoal da rede social, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas; além de uma multa no valor de R$ 10 mil.