Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Um conjunto de medidas que serão adotadas pelos bares e restaurantes no retorno das atividades após a pandemia foi discutido em uma reunião virtual entre a Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel), e a  Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). 

Entre os procedimentos que devem ser implementados no segmento estão o reforço nos protocolos de higiene em todos o estabelecimentos e definição de espaçamento entre as mesas, além do uso obrigatório de máscaras pelos clientes e funcionários, para esses últimos como um Equipamento de Proteção Individual (EPI).

De acordo com o titular da Semtel, Jair Galvão, o setor de alimentação fora do lar – especialmente bares e restaurantes, é fundamental no processo de retomada da atividade turística na capital alagoana. As medidas que vão orientar o retorno pós-pandemia, segundo o secretário, terão como foco demonstrar a preparação do destino Maceió em relação a esse segmento.

“A Prefeitura de Maceió conseguiu, através desse encontro virtual, angariar e sistematizar as contribuições do principal representante do setor na cidade, que é a Abrasel – AL. Nosso intuito é consultar os principais segmentos para que nós consigamos consolidar o Protocolo Experimente Maceió e demonstrar ao viajante em potencial o preparo do nosso destino para recebê-lo assim que as medidas restritivas forem flexibilizadas”, pontuou o gestor.

Segundo o presidente da Abrasel-AL, Thiago Falcão, a reunião foi importante para ampliar o alinhamento e avançar na organização do processo de retomada do setor a partir de novos protocolos sanitários.

“A Abrasel apresentou na reunião nossa cartilha de protocolos sanitários e reforçamos a importância da continuidade de um diálogo e transparência em relação aos próximos passos e as medidas que vão ser tomadas, para, que assim, a gente possa tentar criar um cenário que nos traga uma previsão de quando a gente pode começar a efetivar essa retomada,” comentou.

As medidas a serem adotadas deverão respeitar os avanços dos órgãos de saúde na contenção da pandemia, assim como ter em vista uma retomada gradativa da atividade turística com a retorno das operações aéreas. Além dos bares e restaurantes, setores como meios de hospedagem e receptivos também serão adaptados à nova realidade para que o destino Maceió possa receber os turistas com segurança.

Destino mais procurado pós-pandemia, segundo divulgou a maior operadora de turismo da América Latina, a CVC, Maceió tem a gastronomia como um dos principais atrativos, sendo considerada o segundo principal motivo pelo qual os turistas escolhem conhecer o destino. O segmento, que é referência no cenário nacional, emprega cerca de 60% da cadeia de turismo local.

*Com informações da Assessoria.