Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O presidente da Câmara Municipal de Arapiraca, Jario Barros, indignado com a falta de respeito que a Companhia de Água e  Saneamento do Estado de Alagoas ((CASAL), vem tratando  a população de Arapiraca, com a falta de água em dezenas de bairros, volta a cobrar da empresa uma resposta imediata sobre o grave problema. 

Jario Barros, disse ainda que a falta de respeito da CASAL, não é apenas com a falta de água na cidade, mas também as dezenas de buracos feitos  com a realização de um serviço de péssima qualidade. 

O presidente do Legislativo de Arapiraca, chama a atenção para um problema mais grave ainda que afeta diretamente a saúde pública da população, com a falta de água. 

"O que mais nos deixa indignados, é o fato de que em plena pandemia, onde as autoridades mundiais de Saúde e Vigilância Sanitária, garantem que para evitar a contaminação do Covid-19, o novo Coronavirus, tem que haver uma intensa higienização com a lavagem das mãos e sem água e isso é praticamente impossível", afirma Jario Barros. 

Para ele, não é admissível que com o aumento nos casos do Covid-19, a empresa não tenham em seu cronograma de trabalho, um chamado plano B, para que toda a sociedade alagoana, possa dispôr de água para higienizar as mãos e com isso, evitar a contaminação com o Coronavirus.

Jario Barros lembra que várias audiências públicas, já foram realizadas em Arapiraca, com os dirigentes da empresa para encontrar soluções urgentes para o problema da falta de água e investimentos no setor para a cidade, inclusive, uma com a presença do senador Rodrigo Cunha, do deputado federal, Severino Pessoa e dos deputados estaduais Ricardo Nezinho, Tarcizo Freire e Breno Albuquerque, com a participação do presidente da empresa, Cleto Falcão, que na época, garantiu investimentos para Arapiraca, na ordem de 10 milhões de reais.

O presidente Jario Barros, também cita outra importante audiência pública para tratar do assunto, esta desta vez em Maceió, com a presença do Procurador Geral de Justiça, do Ministério Público Estadual de Alagoas, Alfredo Gaspar de Mendonça para discutir os problemas no abastecimento de água na cidade de Arapiraca .

Jario Barros, relata ainda, que durante o encontro, os vereadores de arapiraquenses, pediram ao Procurador Geral de Justiça de Alagoas, Alfredo Gaspar de Mendonça, que viabilize meios de cobrar da Casal, medidas urgentes para resolver de vez o problema do abastecimento de água no município arapiraquense, que vinha sofrendo há muitos anos sem receber a mínima atenção.

Outro assunto também abordado pelos vereadores, foi com relação a questão dos buracos nas ruas da cidade feitos pela Casal, deixando para a prefeitura de Arapiraca, a responsabilidade de tapar os buracos, que em poucos dias se transformam em crateras, principalmente com canos estourados, colocando em risco a vida das pessoas, como o que aconteceu recentemente quando um motoqueiro que estava acompanhado da esposa grávida, teve a moto engolida literalmente por uma imensa cratera deixada pela Casal.

Ao concluir, Jario Barros, lembra que os vereadores que participaram da audiência pública, o vice-presidente Thiago ML, o primeiro secretário, Dr. Fábio, o terceiro secretário, Melquisedec de Oliveira, Gilvania Barros, Aurélia Fernandes e Willomaks da Saúde, receberam 
do Procurador Geral de Justiça de Alagoas, na época, Alfredo Gaspar de Mendonça, a garantia de que pretendia realizar uma outra reunião, desta vez em Arapiraca, nos próximos 90 dias, após ouvir do presidente da Casal, Clécio Falcão, a garantia de que neste período dado pelos vereadores e pela Procuradoria Geral de Justiça do Estado de Alagoas, iria trabalhar para minimizar a situação.