Claudio Roberto Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A Câmara Municipal de Arapiraca realizou na noite de ontem, Sessão Ordinária, com aprovação de vários projetos, indicações e requerimentos.

Foi aprovada indicação de autoria do vereador Clarindo Lopes, solicitando a prefeitura de Arapiraca, a doação de um terreno para a construção de uma Igreja no bairro São Luiz.

Em sua justificativa, o parlamentar, atribuiu o aumento da violência ao afastamento do povo de Deus. Segundo ele, por ser um bairro bastante populoso, precisa de um templo maior para receber seus fiéis.

Foi aprovada indicação da vereadora Gilvania Barros, solicitando da administração municipal, a construção da Praça da Bíblia, na rua Cristo Redentor, paralela à Rua Laura Ferreira de Macedo, no bairro Santa Esmeralda.

Ela justificou que naquele local já há uma área bastante arborizada, proporcionando uma melhor qualidade de vida à comunidade.

 

 

 

Continua em tramitação nas Comissões de Agricultura, projeto do vereador João dos Santos,que torna obrigatória a utilização da fécula da mandioca em alimentos, como bolos, pães e massas, como componente de muita importância.

Ele ressaltou, que a mandioca é parte da cultuta no Brasil e já vem sendo utilizada nos alimentos.

Também foi aprovado projeto de autoria da vereadora Graça Lisboa, concedendo o título de Cidadão Honorário de Arapiraca, ao monsenhor Luis Marques, pelos seus relevantes serviços prestados à comunidade de Arapiraca, na evangelização através da palavra de Deus.

Também foram aprovadas Moções da vereadora Graça Lisboa,pela passagem do dia da Bandeira de Arapiraca, comemorado no último dia 18 de outubro.

Em sua justificativa, a vereadora Graça Lisboa, lembrou do pedido do professor Moacir Teófilo, para que a professora Bezinha Torres de Oliveira, conhecida como Dona Bezinha, fizesse o desenho da Bandeira de Arapiraca.

Ela também falou sobre a Emancipação Política de Arapiraca, que completa no próximo dia 30 deste mês, 64 anos, lembrando da importância do seu emancipador, Experidião Rodrigues, afirmando que sente orgulho em pertencer a uma cidade, de recebe de braços abertos pessoas de todo o Brasil.