Reprodução Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Renan Filho e Alexandre Ayres

Em mais uma entrevista coletiva virtual realizada nesta terça-feira, 31, o governador Renan Filho e o secretário de Saúde Alexandre Ayres confirmaram a morte do primeiro paciente vítima da Covid-19 em Alagoas e anunciaram que o número de casos confirmados da doença no estado aumentou para 18, estando 343 em investigação e 301 descartados.

Sobre a morte, na UPA do Trapiche, do homem de 63 anos, que era natural do estado do Acre, Renan Filho reforçou: “Foi feito o exame, o CIEVs conduziu as amostras ao Lacen e houve a confirmação da morte por Covid-19”, afirmou, lamentando que “ninguém quer que tenha morte”.

Em relação aos questionamentos colocando em dúvida que a causa da morte tenha sido em decorrência do Covid-19, o governador disse que “nas redes sociais se divulga qualquer informação sem nenhuma responsabilidade e estamos trabalhando para utilizar alguma ferramenta para comunicar as pessoas de forma oficial, que dissipe a possibilidade daqueles que teimam em plantar fake news”.

“As redes sociais são como papéis e aceitam todo tipo de escrita e há pessoas querendo dizer que as informações são mentiras... É preciso dizer que quem mais torce para evitar as mortes somos nós. Entendemos as postagens dos familiares, mas não iríamos divulgar o resultado se não fosse oficial”, completou Alexandre Ayres, destacando que são realizados cerca de 40 testes diariamente e até a próxima sexta-feira haverá uma ampliação de exames e a entrega dos resultados será mais rápida.

“Todas as UPAs do estado foram referenciadas para receber casos suspeitos de Covid-19 e esse paciente tinha aparelhos como respirador, monitor, fisioterapeuta e todos os profissionais necessários, no entanto, como não tinha saído a confirmação, não foi transferido para as unidades de referência”, disse o governador, ainda sobre as dúvidas levantadas em relação ao atendimento da primeira vítima do Coronavírus no estado.

O secretário contou ainda que a esposa do homem que morreu na UPA do Trapiche já fez o teste para o Coronavírus e alguns exames no Hospital Veredas e os resultados estão sendo aguardados.

“O governo do Estado não está enfrentando problema com equipamentos de proteção para os prifissionais da sáude e está sendo solidário com outras unidades da esfera federal, filantrópica e privada de Alagoas, para assim encontrar o melhor caminho para o enfrentamento à Covid-19 em Alagoas”, disse o governador em outro ponto da entrevista.

Ampliação do isolamento

O chefe do Executivo também frisou que Alagoas seguirá em comunhão com os demais estados do país e que para a educação o prazo de isolamento será ampliado, devido ao crescimento de casos confirmados e de mortes em decorrência do Covid-19 no Brasil.

Já o secretário explicou que quando o cidadão apresenta sintomas, preenche uma ficha, com informações sobre com quantas pessoas teve contato e se viajou, para que toda a rede seja monitorada. “Inclusive já é possível identificar onde há a maior concentração de suspeitos na capital”, disse Ayres, finalizando: “Ou a gente trabalha de forma conjunta entre o poder público e a sociedade ou teremos graves problemas em Alagoas”.