CadaMinuto/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Maurício Quintella

“Bolsonaro vai esvaziando o ministro Luiz Henrique Mandetta, só não o demitiu, porque não pode nesse momento! Mudou o formato de coletiva diária do Ministério da Saúde. A partir de hoje, com diferentes ministros!!!! Mandetta infelizmente virou ajudante de palco!!”.

O desabafo, em tom de preocupação, foi feito na tarde desta segunda-feira (30), via Twitter, pelo secretário de Infraestrutura de Alagoas, Maurício Quintella, que é também ex-deputado federal e ex-ministro dos Transportes do governo de Michel Temer.

Quintella também repercutiu a fala do ministro da Casa Civil, Braga Neto Walter Souza Braga Netto, durante entrevista coletiva nesta tarde no Palácio do Planalto, de que “o governo não tem intenção de demitir o ministro Mandetta, por enquanto”.

A fala exata de Braga Neto, ao lado do próprio Mandetta e de outros ministros de Bolsonaro, foi a seguinte: “Não existe essa ideia de demissão do ministro Mandetta. Isso aí está fora de cogitação no momento, está certo? Não existe".

A fritura de Mandetta vem sendo comentada nos bastidores desde que o ministro da Saúde reforçou publicamente a necessidade de isolamento social no combate a pandemia do Coronavírus, indo de encontro às falas do presidente Jair Bolsonaro, que também vem ignorando as orientações do próprio Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde (OMS) em relação ao assunto.