Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputado federal Marx Beltrão.

O deputado federal Marx Beltrão (PSD) condenou nesta sexta-feira (27) “a dimensão ideológica que o debate sobre o coronavírus está tomando no Brasil, inclusive com componentes políticos e partidários”. O parlamentar se declarou a favor das medidas adotadas por estados e municípios a fim de se controlar a pandemia da Covid-19, como o isolamento social, alertando que “é necessário proteger as pessoas, porém é necessário se pensar em meios para que, com segurança, a sociedade volte a trabalhar na medida do possível, obedecendo as determinações das autoridades de saúde e evitando o contágio com a doença”.

Marx alertou para o risco de o país entrar em uma recessão caso a atividade econômica fique paralisada por tempo indeterminado. “Reforço: é necessário cuidar das pessoas e primar pela saúde, mas precisamos com serenidade e deixando as questões políticas de lado debater a necessária retomada da atividade econômica. Saúde vem em primeiro lugar e isso não se discute, mas uma recessão não fará bem ao Brasil. Estes são desafios que precisamos enfrentar com trabalho e critério, mas também com muita agilidade. Precisamos de equilíbrio, preservar vidas, garantir a saúde, mas também encontrar meios para que as pessoas voltem a trabalhar”, disse Marx Beltrão.

Na quinta-feira (26) o deputado, que coordena a bancada federal alagoana em Brasília, participou de forma remota da sessão histórica da Câmara que aprovou medidas de auxílio econômico à sociedade que enfrenta a pandemia em todo o país. O plenário da Casa aprovou nesta sessão o pagamento de um auxílio emergencial por três meses, no valor de R$ 600,00, a pessoas de baixa renda.  O presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que o apoio do governo dá segurança de que a proposta será sancionada. "O governo sugeriu R$ 200 inicialmente, mas nós dissemos que menos de R$ 500 não aceitávamos", destacou o presidente da Câmara. "O importante neste momento é que o Congresso, junto com o governo, encontrou a solução. Isso nos dá certeza de que o projeto será sancionado após a aprovação do Senado, nos próximos dias", completou.

Em sua fala, Marx afirmou ainda que “não se pode permitir que estados, municípios e as empresas quebrem e, por isso, é fundamental se encontrar mecanismos que garantam a saúde das pessoas mas que possibilitem a retomada das atividades da indústria, do comércio e dos serviços”. O parlamentar alagoano reiterou que “está atuando para minimizar os impactos da crise, buscando cumprir seu papel como deputado e como cidadão diante desta calamidade que tem assolado o Brasil e Alagoas”. Por fim, segundo Beltrão, é “necessário união, bom senso e coragem para derrotarmos este inimigo chamado Covid-19”.