Ilustração/Internet Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Fake News

Circula nos grupos de WhatsApp um áudio onde uma mulher diz que os vereadores arapiraquenses Thiago ML (PMN) e Jário Barros (PRP) estariam com vários sintomas do coronavírus e seriam suspeitos de ter adquirido a doença. Além dos vereadores, a esposa e a filha de Thiago ML, segundo a mensagem, também teriam sido infectadas com a doença.

A mulher, ainda não identificada, fala: "É o Thiago ML, vereador, (...) ele tá em casa de quarentena”, e completa: “O Jairo Barros que tá em casa se queimando de febre (...). Estão escondendo aqui para a população não cair na real".

De acordo com Thiago ML, na última semana, a filha dele, uma bebê de um ano de idade, chegou a realizar um teste após ser internada em uma unidade hospitalar da rede privada de Arapiraca com bronquiolite - infecção comum em crianças de até dois anos que gera acúmulo de líquidos nos pulmões.

"Eu, como todo pai responsável, aproveitei para pedir à equipe médica um teste por precaução. Minha filha realmente ficou internada, mas não foi para tratar do coronavírus, até porque o teste deu negativo", explicou Thiago. 

O vereador Jário Barros também esclarece que o áudio, amplamente divulgado, não condiz com a realidade. "Não é verdade, eu estou bem de saúde. Hoje me encontro na quarentena, como todo mundo, me resguardando em casa. Para mim, esse tipo de conduta pode ser considerada um ato de covardia", ressaltou Barros.

Sobre a suposta falta de transparência, todos os dias a Secretaria de Estado da Saúde informa os dados sobre a doença em Alagoas nos boletins informativos atualizados pela Vigilância Epidemiológica.

*com Agência Alagoas