Foto: Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Bairros do Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto.

Através de uma portaria publicada no Diário Oficial do Município desta quinta-feira (26), o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, estabeleceu a renovação por mais seis meses do Decreto de Calamidade Pública para os bairros Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto, afetados por instabilidade de solo que tem provocado fissuras e subsidência.

O documento determina ainda que a renovação do estado de Calamidade Pública se deve, entre outros aspectos, ao fato de que os estudos geológicos realizados pelo Serviço Geológico do Brasil – CPRM – apontam um processo evolutivo de subsidência nos bairros. 

A renovação da Calamidade Pública faz parte do processo de reconhecimento das instituições federais, uma vez que Maceió necessita de apoio financeiro, de pessoal técnico capacitado e, principalmente, da união de esforços para enfrentamento do problema que afeta mais de 40 mil pessoas.

Com a renovação do decreto, o prefeito mantém a autorização de ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário e reconstrução, como a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem, sob a coordenação da Defesa Civil de Maceió; convocação de voluntários para reforçar as ações de resposta ao desastre, entre outras ações que visam a salvaguarda da população afetada. 

Após a renovação do Decreto pelo prefeito de Maceió, o documento é encaminhado ao Governo Federal para reconhecimento da calamidade, que deve acontecer no prazo de 30 dias, de modo a manter o apoio financeiro e de pessoal técnico capacitado para o enfrentamento do problema nos bairros afetados. 

*Com informações de assessoria