Foto: Márcio Ferreira / Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Renan Filho

Em transmissão pelas redes sociais, o governador Renan Filho e o secretário da Saúde Alexandre Ayres informaram na noite desta quarta-feira, dia 25, que o número de casos positivos para coronavírus aumentou para 11. Sobre o número de casos suspeitos, Alagoas tem 207 casos em investigação e 145 descartados.

Renan também confirmou que uma mulher de 28 anos se contaminou após ter contato com um cidadão de Propriá e é o primeiro caso registrado na cidade de Porto Real do Colégio.

Dos 207 casos em investigação, 10 são de Arapiraca; 1 da Barra de Santo Antônio, 2 da Barra de São Miguel; 1 de Belém; 2 de Cajueiro; 6 de Campo Alegre; 1 de Colônia Leopoldina; 2 de Flexeiras; 1 de Ibateguara; 145 de Maceió; 1 de Major Izidoro; 4 de Maragogi; 2 de Maravilha, 1 de Maribondo e 1 de Mata Grande.

Conforme o Boletim Epidemiológico 19, também existem 2 casos em investigação no município de Monteirópolis; 1 em Olho d’Água das Flores; 2 em Ouro Branco; 3 em Palmeira dos Índios; 1 em Paripueira; 1 em Piaçabuçu; 1 em Piranhas; 4 em Poço das Trincheiras; 5 em Rio Largo; 4 em Santana do Ipanema; 1 em São José da Tapera; 1 em Satuba e 1 em Teotônio Vilela.

Além disso, nesta quarta-feira (25), foram analisados 41 amostras e somente um testou positivo, ressaltou Ayres. O secretário também falou que disse que há uma priorização na análise de testes onde se colocam na frente os casos de óbito, depois as pessoas com sintomas graves e depois os profissionais da saúde.

"Estamos fazendo um grande esforço para ter uma resposta mais rápida para quem está isolado possa voltar ao convívio de seus familiares", reforçou o secretário.

O governador disse que a doença é atípica e que "devemos seguir as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS)". "Sempre terei decisões equilibradas", disse. Renan lembrou que amanhã haverá reunião com os municípios alagoanos para definir a distribuição de R$ 6 milhões. “Fique em casa e colabore para que a curva de contágio não cresça”, reforçou o governador.

Ayres pontuou que amanhã estrão repassando EPIs às equipes de saúde da capital, interior e também aos hospitais filantrópicos.

Renan disse que o Governo quer ajudar os pequenos empreendedores e que o Governo Federal está trabalhando em um projeto chamado "corona voucher".

Prazo de isolamento

Renan informou que o que vai definir se haverá prorrogação do prazo de isolamento social será definido pela curva epidemiológica. "Farei com responsabilidade e serenidade, pois precisamos preservar vidas e também observar a situação econômica. Até domingo será informado", disse.

Hospital da Mulher

Filho disse que a adaptação do Hospital da Mulher será para tratamento específico de mulheres com Covid-19, reforçando que lá existem 50 vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

"Já o o fluxo de leitos foi pactuado com o Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems)  no interior, especificamente no alto Sertão, como não tem UTI os pacientes serão encaminhados a outras unidades de saúde no Agreste", disse Ayres.

Pronunciamento Bolsonaro

Sobre o pronunciamento de Bolsonaro, Renan falou que o legislador original colocou o nome União na Constituição para num momento grave - como esse - só uma pessoa poder integrar esforços.

"Isso ele deveria fazer, como fez na reunião com os governadores do Nordeste; no entanto a “fala dele foi em outra direção, porém nisso tudo devemos integrar esforços e garantir a menor quantidade possível de mortes no Brasil e que saiamos o mais rápido possível dessa crise”, declarou o chefe do executivo estadual.

Renan disse que a economia foi afetada não só no Brasil, mas em todo o planeta. "Devemos enfrentar o problema como um todo e garantir vidas, pois o coronavírus não é uma coisa trivial e já matou cerca de 20 mil pessoas no mundo”, pontuou o governador.

“Estamos trabalhando lastreados no que o cidadão imagina que seja o melhor para enfrentar as medidas e combater o coronavírus”, concluiu Renan Filho.