Thiago Davino - Cada Minuto/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true VLT

A Justiça Federal da 5ª Região determinou, em uma ação de agravo de instrumento, nesta terça-feira (24), que os VLT’s voltem a circular de Maceió até a Estação Lourenço de Albuquerque, no município de Rio Largo, Região metropolitana da capital.

A decisão foi promulgada pelo desembargador Francisco Roberto Machado e, entre outras considerações, diz que “a paralisação do mencionado transporte, reconhecidamente tido como essencial, causará enorme prejuízo social ao deslocamento dos profissionais de saúde e demais participantes da guerra contra o COVID-19, bem como aos usuários que dele necessitam para se deslocarem ao seu trabalho, principalmente os moradores das cidades localizadas no entorno de Maceió”.

 Uma programação emergencial foi determinada para atender à grande demanda de profissionais e usuários do sistema ferroviário a partir desta quarta-feira (25), os trens voltarão a circular na seguinte grade horária:

A partir de amanhã (25), as operações em viagens reduzidas, partindo de Lourenço de Albuquerque para Jaraguá às 04:45 e 05:37 horas;

Partindo de Jaraguá para Lourenço de Albuquerque às 17:50 e 18:20 horas.

 Segundo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), várias medidas irão continuar em vigor:

  • Os funcionários que se enquadram no grupo de risco e que exercem atividades não compatíveis com o teletrabalho foram liberados para permanecerem em sua residência, à disposição da empresa, enquanto.
  • Os menores Aprendizes foram liberados das suas funções.
  • Com os novos horários, o corpo de funcionamento está reduzido, sendo escalado apenas o essencial para manter as estações abertas, intensificando a limpeza dos trens.

 

-

*Com Assessoria