Foto: Reprodução Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Renan Filho

Do Palácio República dos Palmares, o governador Renan Filho participou, na sexta-feira (20), de uma reunião virtual, por meio de videoconferência, com os governadores do Nordeste. Segundo o chefe do Executivo alagoano, o objetivo foi integrar esforços no sentido de tomar decisões conjuntas para conter o avanço da pandemia na região.

Após a reunião, o governador da Bahia e presidente do Consórcio Nordeste, Rui Costa, divulgou que o grupo aprovou um documento que será encaminhado ao Governo Federal questionando e pedindo a imediata suspensão dos cortes do programa federal Bolsa Família.

Os gestores nordestinos vão fortalecer o pedido dos 27 governadores do Brasil para se reunirem, ao menos, com dois ministros de estado, especificamente os da pasta da Saúde, Luiz Mandetta, e da Economia, Paulo Guedes, para discurtir e intensificar medidas de enfrentamento ao coronavírus e à crise causada pela pandemia.

“Fiz uma reunião por videoconferência com os governadores do Nordeste para integrar esforços, tomar decisões conjuntas e preparar Alagoas para enfrentar, da melhor forma, esse momento”, disse o governador de Alagoas.

O encontro online contou com a participação do vice-presidente da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Jarbas Barbosa, para a troca de experiências e a busca por soluções conjuntas, visando o enfrentamento e controle da pandemia do coronavírus.

China

O Consórcio também enviou ofício ao embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, solicitando apoio do país asiático no combate ao novo coronavírus. O documento solicita colaboração por meio do envio de materiais médicos, de insumos e equipamentos.

O ofício reforça a necessidade, em especial, de leitos de UTI e de respiradores, pois as projeções de enfermos indicam que poderá haver um déficit deste equipamento no momento de pico da epidemia.

O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, respondeu ao governador Rui Costa - via Twitter - sobre o pedido do Consórcio Nordeste, formalizado por ofício.

"Sr. governador, já recebemos a sua mensagem. Vamos (nos) esforçar por isso", escreveu o embaixador na rede social, respondendo ao pedido de apoio feito à China para o combate ao novo coronavírus.

*Com Agência Alagoas