Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

        A Emenda Constitucional 97/2017 acabou com as coligações partidárias a partir das eleições de 2020.

        Se na eleição de 2020 os votos válidos forem próximos aos números apresentados na eleição de 2016 (415.687 votos), o quociente eleitoral ficará em torno de 17 mil votos, em virtude do aumento do número de vagas para 25, ou seja, para que um partido eleja um candidato, ele terá que obter, no mínimo, 17 mil votos.

        Com essa nova situação apresentada para as eleições de 2020, nos últimos dias surge uma correria por parte dos vereadores, na busca de um partido que venha a lhe dar sobrevivência política.

        O vereador Lobão, que foi o fenômeno eleitoral na eleição de 2016, com 24.969 votos, disputou o pleito pelo PR e, na eleição de 2020, irá para o MDB. Chico Filho, que foi o quarto mais votado, com 10.845 votos, deixará o PP e se filiará também ao MDB. Davi Davino, que foi o quinto colocado com 10.746 votos, permanecerá no PP. O presidente da câmara, Kelman Vieira, que foi o sexto colocado na disputa com 9.266 votos, deixará o PSDB e passará a ser DEMOCRATAS. Zé Márcio Filho, que obteve uma votação de 8.914 votos, sendo o sétimo colocado, deixará o ninho tucano pelo PSD. Eduardo Canuto, que obteve 8.651 votos, sendo o oitavo colocado, que foi ventilado para a candidatura a vice de Alfredo Gaspar, será candidato à reeleição, não mais pelo PSDB, mais sim pelo PODEMOS. IB Breda, que obteve 8.382 votos, sendo o nono colocado, deixará o partido da REPÚPLICA (PR) e sairá candidato pelo DEMOCRATAS. Dr Ronaldo da Luz, que obteve 8.216 votos, sendo o décimo colocado, permanecerá no MDB. Aparecida de Luiz Pedro, que obteve 8.096 votos, sendo a décima primeira colocada, continuará no DEMOCRATAS. Fátima Santiago, que obteve 7.459, sendo a décima segunda colocada, deixará o PP pelo DEMOCRATAS. Silvânia Barbosa, que obteve 6.870 votos, sendo a décima quinta colocada, poderá deixar o PRB pelo CIDADANIA (antigo PPS). Francisco Sales, que obteve 6.857 votos, sendo o décimo sexto colocado, foi eleito pelo PPL, mudou para o PSL e será candidato pelo PSB. Antônio Holanda, que obteve 6.728 votos, sendo o décimo sétimo colocado, foi eleito pelo MDB, mais não sairá candidato à reeleição, pois seu filho Fernando Holanda irá sucedê-lo pelo mesmo partido. Galba Neto, que obteve 6.648 votos, sendo o décimo oitavo colocado, permanecerá no MDB. Samyr Malta, que obteve 4.690 votos, sendo o décimo nono colocado, disputou pelo PSDC, mas deverá ser candidato à reeleição pelo PTC. Siderlane Mendonça, que obteve 4.119 votos, sendo o vigésimo colocado, foi eleito pelo PEN e poderá disputar pelo PSD. Luciano Marinho, que obteve 3.663 votos, sendo o vigésimo primeiro colocado, tendo sido eleito pelo PTN, agora disputará pelo PODEMOS. Os suplentes que foram efetivados no mandato, ou seja, Ana Hora disputará pelo MDB, Dr. Cleber Costa pelo PP, Mauro Guedes Júnior pelo PV e Simone Andrade pelo DEMOCRATAS.

        A janela que permite a mudança partidária fecha em 3 de abril e, desse modo, esse quadro ainda poderá sofrer alterações.