Foto: Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Bloco Pinto da Madrugada comemora 21 anos

Já está tudo pronto para mais um desfile do Pinto da Madrugada. O maior bloco de pré-carnaval do Nordeste e um dos maiores do País desfila na orla de Pajuçara e Ponta Verde levando 15 orquestras de frevo de todo o estado, além de carros alegóricos, mascote, ala de estandartes antigos, alegorias, fantasias, passistas e os clarins do Galo da Madrugada. O evento acontece no próximo sábado (15), a partir das 9h, e promete arrastar 200 mil foliões que aguardam todo o ano para brincar no bloco. 

Com o tema “Alagoas, um mar de cultura”, o bloco vai destacar as principais manifestações culturais alagoanas em todo o desfile. “Um dos grandes diferenciais do Pinto é contar com foliões de todas as idades. Famílias inteiras se encontram na avenida, em um sentimento de paz e brincadeira, sem brigas, sem violência. É um dos blocos mais bonito do País, que leva o nome de Alagoas para todo Brasil”, destaca Hermann Braga, diretor do Pinto da Madrugada. 

Ele ressalta ainda a importância do dia do Pinto da Madrugada para a economia do estado. Um estudo recente feito pelo Observatório da Economia Criativa e da Economia do Turismo do Estado de Alagoas (OBECT), sob a responsabilidade do professor doutor Elder P. Maia Alves, mostrou que dos R$ 148 milhões que as prévias carnavalescas de Maceió movimentaram em 2019, 80,4% ou R$ 119 milhões estão diretamente ligados ao Pinto da Madrugada. Esse montante representa cerca de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do município de Maceió em valores atualizados. “A economia criativa é uma realidade em nosso Estado e o Pinto da Madrugada é um propulsor desse movimento. Precisamos, junto com o poder público, valorizar e fortalecer isso. O bloco Pinto da Madrugada é de todos os alagoanos”, afirma Braga. 

A saída do bloco é em frente ao Hotel Enseada, na Pajuçara, e a dispersão é próximo ao antigo Alagoinha, na orla de Ponta Verde.