Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Ela é uma mulher com os cabelos tingidos de tempo. Todo branco.
A idade é imprecisa, mas, o abandono, não.
Ela usa uma leque rosa e faz gracinhas para chamar a atenção de quem transita no entorno.
É uma mulher já idosa e o sorriso tem insconsistências tristes. 
Como ela muita gente sem eira, direitos, nem beira faz ponto nas portas dos supermercados, da cidadela turística, Maceió.
É gente faminta que busca, a partir da  solidariedade dos muitos turistas,minimizar a dor e   saciar o bucho e alma famintas.
Maceió é a capital do sol luminoso e de beleza naturalmente espetacular e por conta disso é  invadida por turistas daqui e d'acolá.
Apesar, de, Maceió também é um lugar  de gente faminta nas portas dos supermercados.
Sim, e dai?